Como criar pets no apartamento?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Respeitar regras e investir no adestramento dos pets é fundamental para uma boa convivência no condomínio.

A cada vez mais, os pets são considerados como membros da família e dividem o espaço do apartamento com seus moradores. Os donos estão dispostos oferecer qualidade de vida, conforto, tratamentos estéticos e serviços veterinários a seus animais de estimação.

pets apartamento
Foto: Reprodução da Internet

Segundo dados da ABINPET (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), em 2018 o Brasil se tornou o maior país do mundo em população total de animais de estimação.

Entretanto, a convivência com pets em condomínios é um assunto delicado. É importante que o dono tenha consciência das responsabilidades envolvidas.

 

Afinal, condomínios podem proibir pets?

A Constituição Federal permite que hajam pets em condomínios, desde que eles não provoque nenhum inconveniente ao local. E, as mesmas regras que valem para os moradores, também podem ser aplicadas aos visitantes. Essa liberdade garante o direito de propriedade.

Para a convivência com os animais de estimação nos espaços comuns, não há leis específicas. Sendo assim, cada condomínio determina as suas regras. Porém, alguns cuidados devem ser tomados para que o bichinho não cause transtornos ao convívio com os outros moradores.

pets apartamento
Foto: Reprodução da Internet

 

Cuidados com os pets no apartamento

  • Crie um ambiente específico para que os pets possam dormir e se alimentar. Incremente com brinquedos e mordedores para que eles se distraiam. Além disso, ofereça objetos que estimule-os a pensar para conseguir uma recompensa. Esse enriquecimento ambiental tende a manter o animal ocupado e diminui a ansiedade.
  • Invista no adestramento do seus animal de estimação. Ensinar determinados comandos vai ser útil para que os pets saibam o que podem ou não fazer dentro do apartamento, garantindo uma boa convivência. Além disso, vai prevenir que eles façam a ingestão de produtos de limpeza, plantas tóxicas e até pedaços de objetos.
  • Crie um espaço para que os pets possam fazer suas necessidades fisiológicas. Para isso, ensine-os desde o início, que aquele é o local ideal para isso. Esse cuidado evita que o animal esteja em contato com os próprios dejetos e que a sua alimentação seja contaminada. Além disso, coloque caixas de areia e tapetes higiênicos para ajudar a reduzir o odor dos dejetos.
  • Instale telas de proteção nas janelas para garantir a segurança dos pets, pois, em caso de medo o susto, o animal pode pular da janela.
  • Para os apartamentos duplex, atente-se ao piso das escadas. Os animais de estimação costumam transitar por esse espaço com bastante agilidade, o que pode provocar lesões e fraturas caso o piso seja escorregadio.
  • Atente-se à fiação, a tomadas, aparelhos eletrônicos, produtos químicos, remédios, plantas tóxicas, objetos pequenos ou cortantes. Ou seja, tudo o que pode colocar em risco a saúde, em caso de contato ou ingestão, deve ser deixado fora do alcance dos pets.
  • Saia para passear com os pets pelo menos 1x ao dia, para evitar crises de estresse, ansiedade e depressão. Durante esse tempo, observe o comportamento do bichinho. Dê atenção a ele e incentive-o a descobrir novos lugares. Outro ponto é estimular a convivência dele com outros animais e pessoas. Estimule também o hábito de atividades físicas.

 

Cuidados com os pets em condomínios

Foto: Reprodução da Internet
Foto: Reprodução da Internet
  • Para não comprometer a segurança dos outros moradores, evite deixar os animais sozinhos e fora da coleira ou focinheira quando estiver nas áreas comuns do condomínio.
  • Busque soluções para evitar os ruídos em excesso dos pets no condomínio, sobretudo no período da noite. Para isso, avalie as causas do barulho. Os animais de estimação se comunicam através dos ruídos. A partir disso, solucione os problemas relacionados a esses barulhos.
  • Se responsabilize pela sujeira deixada pelo seu pet nas áreas comuns do condomínio. Para isso, ao sair com o animal para passear, leve um saquinho para recolher os seus dejetos.

 

O empreendimento residencial Zandona Ephram, da Construtora Agmar dispõe de coberturas com aproximadamente 356 m² e área externa, para oferecer amplo espaço e conforto para você e todos os membros da sua família, incluindo os pets. Acesse nosso site e conheça o projeto arquitetônico. Acompanhe-nos pelo Facebook e Instagram.

cobertura Zandona Ephram
Foto: Apartamento Cobertura empreendimento residencial Edifício Zandona Ephram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.